Aviação Mundial defende vacinação de trabalhadores

À medida que a vacinação para a Covid-19 avança, algumas das maiores companhias aéreas do mundo iniciam medidas generalizadas para vacinar as suas tripulações e outros funcionários essenciais.

Segundo a publicação Condé Nast Traveler, a Singapore Airlines tem como objetivo ser a primeira companhia aérea do mundo a ter os seus pilotos, assistentes e comissários de bordo e funcionários de terra vacinados. No início deste ano, o Aeroporto Changi de Singapura deu início à vacinação de tripulantes e funcionários do aeroporto num novo centro instalado de vacinação no Terminal 4, que vacina até 2.000 pessoas por dia, podendo o número aumentar no futuro. Cerca de 5.200 dos funcionários já se inscreveram neste plano de vacinação.

Nos EUA, no entanto, a elegibilidade da vacina está a ser determinada a nível estadual. Além dos pilotos, assistente e comissários de bordo, outros funcionários das companhias aéreas, como oficiais da TSA (Transport Security Administration) e funcionários do National Transportation Safety Board, também lutam para obter as vacinas.

Um pequeno número de estados reconheceu recentemente os tripulantes como trabalhadores essenciais e, como tal, elegíveis para vacinas. O Illinois, por exemplo, já começou a vacinar pilotos, assistentes e comissários de bordo. O maior sindicato de tripulantes, AFA-CWA, iniciou uma campanha nas redes sociais solicitando aos governadores que deem prioridade a estes profissionais.

O CEO da United Airlines, Scott Kirby, quer vacinar os mais de 60.000 funcionários e afirma que “as outras empresas deveriam adotar postura semelhante”. Numa entrevista à CNBC acrescentou ainda: “Acredito que a pior coisa que alguma vez fiz na minha carreira foram as cartas que escrevi para os membros das famílias de colegas que perdemos para o coronavírus”.

Executivos de companhias aéreas americanas, que enfrentam prejuízos de milhares de milhões de dólares, acreditam que a vacinação generalizada ajudará a reativar a procura de voos.

Já o site NewsAvia noticiou que a Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações, departamento pertencente ao Ministério da Saúde do Brasil, terá informado o Sindicato Nacional dos Aeronautas que os pilotos, assistentes e comissários de bordo estarão incluídos no grupo prioritário.

Também a agência Reuters informa que a Emirates, companhia aérea do Dubai, já está a vacinar os seus funcionários, com prioridade para os trabalhadores da linha de frente, como tripulantes de cabine e pilotos. O presidente, Tim Clark, diz-se confiante que toda a frota de 275 aeronaves de widebody das companhias aéreas do grupo estarão a voar até ao final do ano, apesar do aumento do número de infetados.

APTCA

APTCA

Associação Portuguesa de Tripulantes de Cabine

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Blog

Parabéns APTCA!

Tripulantes de Cabine, A APTCA celebra 37 anos. Uma existência rica em prol do setor e que hoje enfrenta um dos maiores desafios de sempre.

Obrigado Gil, bom voo!

Gil Garcia Passos deixou-nos no passado dia 20 de janeiro depois da sua última luta, desta vez contra a COVID-19. Queremos agradecer-lhe pelo ser humano